Textos

Turista Do Tempo (Day Tripper)
(À Mary Lucy)

Ela nutria razões para se mandar
Rumo a algum lugar quem sabe
As feridas sarassem enquanto a
Dor fizesse sangrar. Quem mais
Poderia dividir com ela seu
Lugar no mundo? Sozinha
Buscava seu outro, seu par
Em meio ao tumulto palavras
Cruzadas que não conseguia
Decifrar a travessia passo
A passo sobre ossos que se
Partiam sob os pés as
Sandálias do pescador não
Encontravam o caminho de
Voltar. Hoje o coração ainda  
Sangra o sonho de amar e de
Ser amada quando em vez
Devolve-lhe a esperança de
Encontrar o caminho de volta
Para lugar nenhum.
Decio Goodnews
Enviado por Decio Goodnews em 25/02/2017
Alterado em 27/02/2017


Comentários