Textos

O ET De Vá! Gina!
O caminho do meio
Deu origem a seus
Cabelos umbigo e
Seios.

O caminho do meio
Pariu sua cara suas
Taras calcinhas e
Devaneios.

O caminho do meio
Abortou o ventilador
O ar refrigerado desse
Calor.

A cor de seus PTlhos
Amarelou. O caminho
Do meio mais embaixo
Ficou.

As guerras pumnicas
Geraram o “estadista”
Analfabeto construtor
De estádios.

O astral das ruas do
Eleitor contra o terror
Torcedor das chuteiras
Da FIFA.

O caminho do meio
Das meninas à espera
Eterna do príncipe
Encantado.

Oh Lindas dos cabelos
Cacheados. Amantes
Dos ratos atazanados
Do desmanche.

Olhando com olhos
Tristes as paisagens
Dèjá vu dos poemas
De Homero.

Oh queridas catilinas
Quantas mil acusações
Em todas as direções
Dos pontos cardeais.

Guardastes no caminho
Do meio Ulisses, Aquiles
E os sete anões do Senado
Nacional.

Cinderelas e seus árduos
Trabalhos sob os lençóis
Do Rei da Vela Oswald
De Andrade.

Oh rainhas dos carneiros
E dos bodes do orçamento
Lançastes no borralho de
Áugias...

Gerações e gerações de
Meninos, jovens homens
Envilecidos nas arqui
Bancadas da FIFA.

Divinas filhas da educação
Da insegurança e desses
Serviços médicos do SUS
E seus hospitais.

Vassalas indefesas dos
Comedores de “bola”
E devoradores de lullas
Desses planaltos centrais.
Decio Goodnews
Enviado por Decio Goodnews em 10/07/2013
Alterado em 12/07/2013


Comentários