Textos

Onomatopéia
Bisbilha fonte chuáchuá
A pitutuca e o piu-piu
Beijanjão-se. Nos dedos dédalos
100 unhas arranham nhéconhéco
Murmúrios da noite sussurram:
Pling-plique-plong-plique,
Uiva o vento insone desejo
Ser, sê a sede enseja
Seja já o penetrar celúrica celulose
Celular celeste, lunar luar sobre rios
Pingos fartam-se de molhar a água
Correm as gotas de chuva suam e soam
Lívidas, violáceas, ságenas
Pelos poros e pelos do corpo
Emplacam na ampulheta fálica
Da Quarta Dimensão. São
Dos que amam viajar no Tempo
Ping-Plique-tum-tu-tum-tu-tum, tudo
Sol a sol canta encanta o coração
Soluça só o diafragma frágil, ágil
Sem arrimo, laço, lar
100 abrigos depois
Além de eu em diante
Os corações vitíferos
Das Vênus Calipígias
Ferem e vagam vagos
Cavalgam Eros
No Porto Calvo
Decio Goodnews
Enviado por Decio Goodnews em 07/04/2010


Comentários